Início > Review > [Review] Netflix Brasileira! Dá pra conectar pelo iPad

[Review] Netflix Brasileira! Dá pra conectar pelo iPad

Resolvi reativar o blog pois finalmente comprei uma case com teclado para meu iPad, e que será objeto de um review específico. Não que eu achasse que o teclado virtual do iPad fosse ruim, mas para escrever textos mais longos, geralmente ele é cansativo e a acentuação trava a maioria da cadência de digitação.

Case com teclado

Mas vamos ao post propriamente dito:

Netflix Brasileira:

Quando a Netflix anunciou que expandiria sua atuação para países sul-americanos fiquei torcendo para que o Brasil fosse incluído na lista de países, ainda mais se considerar que desde que comprei meu iPad o que mais deixa a desejar é a reprodução de vídeos, seja em streaming seja baixados da Internet.

Já comprei 2 ou 3 apps para visualizar vídeos nele e nenhum me agradou muito, seja pela falta de qualidade dos mesmos, seja pelo lag que, invariavelmente, eles tem.

Então fico sempre naquela de baixar vídeos por torrent, procurar legenda na Internet, salvar o vídeo no HD externo, plugar na TV e ver o vídeo.

Como não sou destes que gosta de baixar as últimas novidades, preferindo muito mais rever os filmes clássicos dos anos 80/90, bem como seriados de ficção científica e fantasia, muito difícies de achar no Brasil, a notícia foi realmente bem vinda. Porém, assim que lançou fiquei decepcionado.

Pontos Fracos da Netflix Brasileira:

Primeiro porque não achei na appstore brasileira o aplicativo da Netflix. Procurei na appstore Argentina e nada.

Fiz uma conta americana sem indicar um meio de pagamento e consegui baixar o aplicativo da Netflix. Baixei o aplicativo e instalei ele.

Quer saber como fazer uma conta na appstore americana sem ter que indicar um cartão de crédito clique aqui.

Então fui no site da Netflix brasileira e me cadastrei como usuário ganhando um mês de acesso gratuito.

Porém, o que percebi foi que o lançamento da locadora brasileira foi muito apressada e mal cuidada.

São bem poucos títulos disponíveis, claro que a loja é nova e ainda tem muito a evoluir, mas claro que vai depender da aceitação e assinaturas por parte dos brasileiros.

Mas a loja comete algumas falhas que são inadmissíveis para quem quer conquistar o público brasileiro.

Por exemplo:

  1. Desenhos infantis – dos que eu testei, como o Backyardigans (tenho um filho de 2 anos e meio que adora) ele está com o áudio em Inglês e legendas em português, o melhor seria colocar a versão dublada pois, como todos sabem, criança não lê legenda;
  2. Seriados – são poucos e desconhecidos e quando é conhecido eles cometem falhas graves. O Battlestar Galactica, por exemplo, só tem a primeira temporada e desta, somente alguns episódios, por exemplo 3, 4, 7, 12, 13, 17. O melhor seria, se for disponibilizar um seriado, colocar todas as temporadas disponíveis e, conseqüentemente, todos os episódios.
  3. Filmes em HD – Pouquíssimos títulos e na maioria bem antigos.

Como definiu uma amiga minha, a Netflix brasileira parece uma grande sessão da tarde, com muitos filmes antigos e poucas novidades.

Por isso optei por criar uma conta americana que abordarei em outro post.

Pontos Fortes da Netflix Brasileira:

O streaming de vídeo é fantástico, tudo bem que tenho uma conexão de banda larga de 100 megas, mas mesmo logando no meu 3G, não senti muita diferença, já que eles prezam pela velocidade.

Mesmo filmes em HD a qualidade chega legal e não engasga, isso por conta do algoritimo que eles usam e que é sempre atualizado com sugestão dos usuários.

Comodidade é outro ponto forte do serviço, a facilidade de ligar o iPad (ou acessar via o Playstation 3, testado e aprovado por mim, ou pelo PC, também testado e aprovado) é fantástico.

Facilidade de acesso a loja e da criação da assinatura é outro diferencial. A assinatura é gratuita durante um mês e, a partir do segundo será cobrada uma assinatura. No momento da assinatura é exigido que o usuário coloque um número de cartão de crédito nacional para fins de validação do endereço e dados cadastrais, mas um aviso aparece dizendo que se não quiser assinar após o teste, não será debitado nada no cartão.

O preço é outro diferencial importante. Nos USA eles cobram US$ 6,99 para um mês de acesso. Aqui eles estão cobrando R$ 14,99, o que equivale a 2 locações, preço bem razoável para assistir filmes ilimitados.

A única limitação é que somente pode assistir um filme por vez, mesmo assim é bem mais vantajoso que se deslocar até a locadora e alugar dois filmes por mês.

Conclusão:

Segundo o presidente da Netflix, a loja brasileira deve ter, até o final do ano, 8.000 títulos disponíveis, o que já será uma grande melhoria no serviço que hoje é oferecido, mas eles devem respeitar os consumidores brasileiros se quiserem ampliar a base de assinantes. No meu caso específico, me desinteressei completamente pela Netflix brasileira logo de cara, optando por criar uma conta na Americana.

Anúncios
Categorias:Review Tags:, ,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: